terça-feira, 21 de dezembro de 2010

Que venha 2011!!







2010 foi um ano loooooooongo para mim....aconteceram tantas coisas e talves por terem sido muito mais coisas desagradáveis, ruins e tristes, este tenha sido um ano extenso.



Foi longo porque uma grande quantidade de lágrimas de dor e tristeza foram derramadas...

foi longo porque houve doenças, desavenças, distâncias, desencontros entre os que eu amo nesta vida...

Porém, quem não passou por isso?

Quem pode dizer que só teve alegrias?

Também tive bençãos, porque DEUS é meu amigo, só este ano nasceram 3 netos...lindos, saudáveis, cada um no seu tempo e cada um de uma filha...daqui foram derramadas lágrimas de alegrias...e com certeza, uma alegria tripla assim, suplanta qualquer dor, qualquer tristeza, qualquer distância, até mesmo aquelas entre corações amados.

Que venha 2011, com novas datas no meu calendário, com novos festejos, novas alegrias, novos projetos, novas esperanças, e...novas lágrimas. Que sejam mais de felicidade que de dor, que as distâncias sejam em kilometros, que os desencontros sejam menores ou nenhum.

Feliz Natal e Maravilhoso Ano Novo prá você. Obrigado pela companhia durante 2010...que nós possamos permanecer juntos em 2011.

Paz, saúde e muitas felicidades no teu novo ano!!!!

sábado, 30 de outubro de 2010

Minha escolha pode fazer a diferença?


Mesmo quem diz detestar política, a vive diariamente. Não há escapatória. Desde as relações que estabelecemos com nossos vizinhos e parentes até os contatos cotidianos com nossos colegas de faculdade e trabalho, todas as relações são atos políticos. Na realidade prática, a maioria das pessoas com quem nos relacionamos não são pessoas que nós "escolhemos" para estar ao nosso lado, mas sim gente que veio "de brinde" por conta de nossas escolhas.

O ato político é uma militância intensa e constante. Não é suficiente votar e depois "largar de mão", como se você não tivesse responsabilidades no processo. Quem resolve um país não é apenas o Estado, mas todos os seus cidadãos. E, acredite: se você não se interessa pelas questões públicas, mesmo assim elas governarão você! Ignorar a política é tornar-se vítima da escolha alheia. Não se permita a isso. Atue!

Parte do texto de:

Alexey Dodsworth - filósofo


http://entretenimento.br.msn.com/astrologia/artigo.aspx?cp-documentid=26111567

segunda-feira, 25 de outubro de 2010

Só prá distrair.....


As melhores Coisas da Vida

Se apaixonar.
Rir até sentir o rosto doer.
Um banho quente.
Um supermercado sem filas.
Um olhar especial.
Receber cartas.
Dirigir numa estrada bonita.
Escutar sua música preferida no rádio.
Um banho de espuma.
Uma boa conversa.
A praia
Achar uma nota de R$50
na sua blusa do inverno passado.

Rir de você mesmo. (...)
Rir sem absolutamente razão nenhuma.
Rir por alguma coisa (boa) que você lembrou.
Ter alguém pra te dizer
que você é bonito(a).

Amigos.
Ouvir acidentalmente alguém
falar bem de você.
Acordar e perceber que é domingo, é feriado...
Fazer novos amigos ou ficar
junto dos velhos. (...)
Alguém brincar com o seu cabelo.

Bons sonhos.
Chocolate quente. Vinho.
Viajar..
Dançar coladinho no ombro de alguém.
Beijar.

Passar o tempo com quem você ama.
Ver o sorriso de uma criança.
Passear de mãos dadas.
Não ter pressa.

Descobrir que o amor é eterno
e incondicional.
Abraçar.
Presentar.

Ver o nascer do sol.
Agradecer.


quinta-feira, 7 de outubro de 2010

Mudanças.....uma hora é necessária!!

Quando publiquei, pensei que fosse do Bial, mas o autor se manifestou = EDSON MARQUES!!
Que bom. Obrigado Edson por me esclarecer...um abração!!!

É longo o texto, mas vale a pena chegar até o fim.....prá todos nós:


Mude.
Mas comece devagar,
porque a direção é mais importante que a velocidade.
Sente-se em outra cadeira, no outro lado da mesa.
Mais tarde, mude de mesa.
Quando sair, procure andar pelo outro lado da rua.
Depois, mude de caminho, ande por outras ruas,
calmamente,
observando com atenção os lugares por onde você
passa.
Tome outros ônibus.
Mude por uns tempos o estilo das roupas.
Dê os teus sapatos velhos. Procure andar descalço
alguns dias.
Tire uma tarde inteira pra passear livremente na
praia, ou no parque,
e ouvir o canto dos passarinhos.
Veja o mundo de outras perspectivas.
Abra e feche as gavetas e portas com a mão esquerda.
Durma do outro lado da cama...
depois, procure dormir em outras camas.
Assista a outros programas de TV, compre outros
jornais... leia outros livros.
Viva outros romances.
Não faça do hábito um estilo de vida.
Ame a novidade.
Durma mais tarde. Durma mais cedo.
Aprenda uma palavra nova por dia numa outra língua.
Corrija a postura.
Coma um pouco menos, escolha comidas diferentes,
novos temperos, novas cores, novas delícias.
Tente o novo todo dia,
o novo lado, o novo método, o novo sabor, o novo
jeito, o novo prazer, o novo amor, a nova vida.
Tente.
Busque novos amigos.
Tente novos amores.
Faça novas relações.
Almoce em outros locais, vá a outros restaurantes,
tome outro tipo de bebida, compre pão em outra
padaria.
Almoce mais cedo, jante mais tarde ou vice-versa.
Escolha outro mercado... outra marca de sabonete,
outro creme dental...
tome banho em novos horários.
Use canetas de outras cores
Vá passear em outros lugares.
Ame muito, cada vez mais, de modos diferentes.
Troque de bolsa, de carteira, de malas,
troque de carro, compre novos óculos, escrevas outras
poesias.
Jogue fora os velhos relógios,
quebre delicadamente esses horrorosos despertadores.
Abra conta em outro banco.
Vá a outros cinemas, outros cabeleireiros, outros
teatros, visite novos museus.
Mude.
Lembre-se que a vida é uma só.
E pense seriamente em arrumar um novo emprego,
uma nova ocupação, um trabalho mais light, mais
prazeroso, mais digno, mais humano.
Se você não encontrar razões para ser livre,
invente-as.
Seja criativo.
E aproveite para fazer uma viagem despretensiosa,
longa, se possível sem destino.
Experimente coisas novas.
Troque novamente.
Mude, de novo.
Experimente outra vez.
Você certamente conhecerá coisas melhores
e coisas piores do que as já conhecidas.
Mas não é isso o que importa.
O mais importante é a mudança, o movimento, o
dinamismo, a energia.
Só o que está morto não muda!

segunda-feira, 4 de outubro de 2010

E lá vamos nós outra vez....!!!


Gente....esta dificil entender as coisas por aqui.

Para se colocar um filho em uma boa escola se paga uma fortuna, para uma boa universidade, tem que estudar dia e noite, enfrentar milhares de candidatos e fazer provas infernais para: se passar, conseguir uma vaga...

Para se ter um bom emprego, com estabilidade e tudo mais precisa enfrentar concursos públicos disputadíssimos diga-se de passagem...mas para ser político, basta ter CARA...de pau.

Para você ser político não precisa ter estudo, nem trajetória política, nem ter feito faculdade sobre assuntos governamentais, etecetéra e tal...neste País a coisa mais fácil que existe é chegar no topo da rampa.

Analisando os candidatos a deputados nesta eleições...vocês não acham que deveriam haver critérios para candidatura? Que as pessoas as quais serão responsáveis por direcionar o futuro do Pais durante 4 anos teriam que saber o que vão fazer lá? Teriam que passar por um Vestibular da Política?

Tem gente eleita que não sabe o nome do atual vice-presidente, não sabe as cores da bandeira do Brasil, não sabe se quer se localizar no mapa, não sabe as capitais brasileiras, não sabe a que se destina poderes executivos, legislativo e judiciário.

Mas....quem é mais ignorante?
O candidato ou o eleitor?

Eis a questão.....e lá vamos nós outra vez passar mais quatro anos reclamando dos nossos votos...

quinta-feira, 16 de setembro de 2010

Tudo Passa....



O período tem sido 'turbulento' por aqui, problemas que parecem insolúveis, desencontros e outros....mas quem nãos os tem não é mesmo?

Aquele que passa pela vida sem transtornos não vive.

Diante de algumas horas de tristeza e desamparo, o que devemos fazer? Que atitude tomar em relação a questões que danificam nossas relações e oprimem o nosso coração?

Em qualquer situação, boa ou ruim, de prosperidade ou de dificuldades, em que as emoções parecem dominar tudo o que fazemos, é importante que nos lembremos de que tudo é efêmero, de que tudo passará, de que é impossível perpetuarmos os momentos que vivemos, sejam eles escolhidos ou não.

A ansiedade, o nervosismo, a tristeza, freqüentemente, não nos deixam analisar o que nos ocorre com objetividade. Nem sempre é possível, mesmo. Mas, em muitos momentos, precipitamos atitudes que só pioram o que queríamos que melhorasse.

A calma, conforme o ditado popular, pode ser o melhor remédio diante daquilo que não depende de nós...

Manter as emoções constantemente sob controle é pura fantasia e qualquer um já viveu a sensação de pânico ao perceber que o que mais se valoriza está escapando por entre os dedos.

"Dar tempo ao tempo" não é sintoma de passividade, mas de sabedoria na maior parte dos casos.

Tudo passa...até a Uva passa.

sexta-feira, 3 de setembro de 2010

Quem atrapalha sua Vida?


Um dia, quando os funcionários chegaram para trabalhar, encontraram na portaria um cartaz enorme, no qual estava escrito: “Faleceu ontem a pessoa que atrapalhava sua vida na Empresa. Você está convidado para o velório na quadra de esportes”. No início, todos se entristeceram com a morte de alguém, mas depois de algum tempo, ficaram curiosos para saber quem estava atrapalhando sua vida e bloqueando seu crescimento na empresa. A agitação na quadra de esportes era tão grande, que foi preciso chamar os seguranças para organizar a fila do velório. Conforme as pessoas iam se aproximando do caixão, a excitação aumentava: -Quem será que estava atrapalhando o meu progresso? - Ainda bem que esse infeliz morreu! Um a um, os funcionários, agitados, se aproximavam do caixão, olhavam pelo visor do caixão a fim de reconhecer o defunto, engoliam em seco e saiam de cabeça abaixada, sem nada falar uns com os outros. Ficavam no mais absoluto silêncio, como se tivessem sido atingidos no fundo da alma e dirigiam-se para suas salas. Todos, muito curiosos mantinham-se na fila até chegar a sua vez de verificar quem estava no caixão e que tinha atrapalhado tanto a cada um deles. A pergunta ecoava na mente de todos: “Quem está nesse caixão”? No visor do caixão havia um espelho e cada um via a si mesmo… Só existe uma pessoa capaz de limitar seu crescimento: VOCÊ MESMO! Você é a única pessoa que pode fazer a revolução de sua vida. Você é a única pessoa que pode prejudicar a sua vida. Você é a única pessoa que pode ajudar a si mesmo.


“SUA VIDA NÃO MUDA QUANDO SEU CHEFE MUDA, QUANDO SUA EMPRESA MUDA, QUANDO SEUS PAIS MUDAM, QUANDO SEU(SUA) NAMORADO(A) MUDA. SUA VIDA MUDA … QUANDO VOCÊ MUDA! VOCÊ É O ÚNICO RESPONSÁVEL POR ELA.”


O mundo é como um espelho que devolve a cada pessoa o reflexo de seus próprios pensamentos. A maneira como você encara a vida é que faz toda diferença. A vida muda, quando “você muda”. (Luiz Fernando Veríssimo)

segunda-feira, 2 de agosto de 2010

Uma mulher na Presidencia.


Dilma Roussef. Para Presidente do Brasil.
Alguém já parou pra pensar nisso? Claro...não se fala em outra coisa...

Eu, só agora que me dou conta...ainda não me inteirei totalmente do projeto político da candidata e como tenho feito no decorrer da minha vida eleitoral, em épocas de eleições não vou muito atrás disso, porque lá, bem lá no fundo, político é tudo igual mesmo...e se não é acaba sendo depois que se muda para nossa Capital.

Mas agora me obrigo a pensar melhor no assunto. Temos uma mulher como forte candidata. Não que eu seja uma feminista e nem que esteja aqui defendendo o sexo frágil ou coisa do tipo, e não sei se a Dilma Roussef é nossa melhor opção. Mas, o que eu sei é que dona Dilma me obrigou a ler as notícias relacionadas a ela e aos outros candidatos, estou cá colocando tintin por tintin na balança...

Será que nosso País esta precisando de uma mulher para dar jeito na casa?
Dona Dilma seria uma segunda Margareth Tatcher? Porque a bagunça aqui é grande, precisará de punhos de aço para limpar as dependências.

Sei também que dona Dilma se cerca da mídia eletrônia, igual ao Presidente norte americano Barak Obama, tem perfil no orkut, no twitter, no facebook, no flickr e por ai afora....moderninha nossa candidata, menos mal!

quinta-feira, 15 de julho de 2010

Evento que discute os direitos trabalhistas das prostitutas em Porto Alegre causa polêmica!!


Cerca de 80 prostitutas e 60 ativistas e pesquisadores estiveram reunidos em Porto Alegre para discutir o reconhecimento dos direitos trabalhistas, direitos sexuais e melhores condições de vida e segurança. As reivindicações foram apresentadas no V Encontro da Rede Brasileira de Prostitutas, que terminou no último sábado(10).

A prostituição consta na Classificação Brasileira de Ocupações (CBO) como um ofício legal, mas não existe uma legislação trabalhista para regulamentar a atividade, o que já é feito em países como a Holanda e a Alemanha.

O site do Jornal Zero Hora convidou seus leitores para manifestarem sua opinião sobre esta normatização no Brasil.

Raimundo Cortês e Galo, de Porto Alegre, considerou a proposta absurda.

— Vão querer tributar e depois repassar a conta para o consumidor. O governo é que tem que bancar o serviço social e não aumentar a arrecadação em troca dos favores sexuais dos outros. Isso tem nome... — considera.

Alceu Medeiros, de Bento Gonçalves, crê que as prostitutas merecem benefícios da previdência social como aposentadoria, desde que contribuam.

— Não veja nada de mal, pois já legalizaram até o achaque, ou seja, guardadores de carros por quê não legalizar a profissão mais difícil do mundo? Pelo menos elas, as prostitutas, não achacam ninguém com o seu trabalho. (Não??)

Lisandra Caieron, que vive na Alemanha, destaca que as prostitutas devem ser fiscalizadas, tal qual ocorre na Europa.


Luís Gama, de Porto Alegre, defende que regulamentar o ofício é uma agressão à sociedade.

— A prostituição é degradação humana, é a venda de si próprio física e psicologicamente. Profissionalizar prostituição é tapar o sol com a peneira de um grave problema social. Prostituição se coaduna com outros crimes.

Eis a questão: regulamentar a "profissão" ou não? O que você acha?

quarta-feira, 7 de julho de 2010

45 Lições por Regina Brett


O texto não é novidade para muitos, mas é interessante e muito sábio...deveríamos ler todos os dias pela manhã, como um mantra.



Para celebrar o envelhecer, 45 lições que a vida me ensinou:

1. A vida não é justa, mas ainda é boa.
2. Quando estiver em dúvida, apenas dê o próximo pequeno passo.

3. A vida é muito curta para perdermos tempo odiando alguém.
4. Seu trabalho não vai cuidar de você quando você adoecer. Seus amigos e seus pais vão. Mantenha contato.
5. Pague suas faturas de cartão de crédito todo mês.
6. Você não tem que vencer todo argumento. Concorde para discordar.
7. Chore com alguém. É mais curador do que chorar sozinho.

8. Está tudo bem em ficar bravo com Deus. Ele agüenta.

9. Poupe para a aposentadoria, começando com seu primeiro salário.
10. Quando se trata de chocolate, resistência é em vão.

11. Sele a paz com seu passado, para que ele não estrague seu presente.
12. Está tudo bem em seus filhos te verem chorar.

13. Não compare sua vida com a dos outros. Você não tem idéia do que se trata a jornada deles.

14. Se um relacionamento tem que ser um segredo, você não deveria estar nele. 15. Tudo pode mudar num piscar de olhos; mas não se preocupe, Deus nunca pisca.
16. Respire bem fundo. Isso acalma a mente.
17. Se desfaça de tudo que não é útil, bonito e prazeroso.

18. O que não te mata, realmente te torna mais forte.

19. Nunca é tarde demais para se ter uma infância feliz. Mas a segunda só depende de você e mais ninguém.

20. Quando se trata de ir atrás do que você ama na vida, não aceite "não" como resposta.

21. Acenda velas, coloque os lençóis bonitos, use a lingerie elegante. Não guarde para uma ocasião especial. Hoje é especial.

22. Se prepare bastante; depois, se deixe levar pela maré...

23. Seja excêntrico agora, não espere ficar velho para usar roxo.

24. O órgão sexual mais importante é o cérebro.

25. Ninguém é responsável pela sua felicidade, além de você.

26. Encare cada "chamado" desastre com essas palavras: Em cinco anos, vai importar?
27. Sempre escolha a vida.

28. Perdoe tudo de todos.
29. O que outras pessoas pensam de você não é da sua conta.
30. O tempo cura quase tudo. Dê tempo.

31. Indepedentemente de a situação ser boa ou ruim, irá mudar.

32. Não se leve tão a sério. Ninguém mais leva...

33. Acredite em milagres.

34. Deus te ama por causa de quem Ele é, não pelo que vc fez ou deixou de fazer.

35. Não faça auditoria de sua vida. Apareça e faça o melhor dela agora.

36. Envelhecer é melhor do que morrer jovem.

37. Seus filhos só têm uma infância.

38. Tudo o que realmente importa, no final, é que você amou.

39. Vá para a rua todo dia. Milagres estão esperando em todos os lugares.
40. Se todos jogássemos nossos problemas em uma pilha e víssemos os de todo mundo, pegaríamos os nossos de volta.
41. Inveja é perda de tempo. Você já tem tudo o que precisa.

42. O melhor está por vir.

43. Não importa como vc se sinta, levante, se vista e apareça.
44. Produza.

45. A vida não vem embrulhada em um laço, mas ainda é um presente".


segunda-feira, 5 de julho de 2010

Julho que te quero julho


Julho é um mês especial, meu aniversário chegando, minha filha e minha neta também fazem aniversário neste mês. Metade do ano já, meu blog fez um ano e gostaria de fazer um levantamento...mas ta dificil.

Só sei que ganhei amigos aqui, poucos...posso até citar: a Taia, a Nathalia, a Rabeca...são lindas, inteligentes, cheias de vida, de idéias, tem uns blogs lindos e construtivos, onde a gente navega e aprende...aprende a se conhecer melhor, conhecer o ser humano, aprende a desafiar o senso comum das coisas...adoro esses cantinhos especiais.

Vim prá cá pelas mãos da Vanessa, do Fada Menina, ela andou tirando o blog do ar...então...nos perdemos aqui, mas estamos juntas no orkut, Nathalia também me acompanha por lá...logo vou laçar a Taia.

Do orkut vieram muitas amigar queridas para o blog, tem a Silvia e a filha dela Cristiane, tem a Cassia, Gisélia, Fatima Margarida e Fatima Pinheiro, sem contar os meus...meu maridão e minhas filhas.

Adoro a blogosfera, porém tenho pouco tempo prá ela, mas de vez em quando dá prá dar uma passadinha, deixar um textinho, passear e divertir-me nos blogs amigos. Feliz meio do ano procêis...que, de hoje até dezembro possamos construir mais e mais por aqui. Obrigado pela companhia de sempre!!

segunda-feira, 21 de junho de 2010


O mês esta quase acabando, ainda tem muita coisa pra postar...falta tempo!!! Mas vamos lá, o blog esta de aniversário e estou postando artigos sobre escritoras...mulheres que fizeram a diferença e as quais eu gosto muito de ler, então recomendo: boa leitura.
Hoje vou de Martha Medeiros...atualíssima, é gaúcha de Porto Alegre, onde reside desde que nasceu. Fez sua carreira profissional na área de Propaganda e Publicidade, seu primeiro livro, Strip-Tease (1985), Editora Brasiliense - São Paulo, foi o primeiro de seus trabalhos publicados. Seguiram-se Meia noite e um quarto (1987), Persona non grata (1991), De cara lavada (1995), Poesia Reunida (1998), Geração Bivolt (1995), Topless (1997) e Santiago do Chile (1996). Seu livro de crônicas Trem-Bala (1999), já na 9a. edição, foi adaptado com sucesso para o teatro, sob direção de Irene Brietzke. A autora é casada e tem duas filhas.


A Voz Do Silêncio -

Pior do que a voz que cala,
é um silêncio que fala.

Simples, rápido! E quanta força!

Imediatamente me veio à cabeça situações
em que o silêncio me disse verdades terríveis,
pois você sabe, o silêncio não é dado a amenidades.
Um telefone mudo. Um e-mail que não chega.
Um encontro onde nenhum dos dois abre a boca.

Silêncios que falam sobre desinteresse,
esquecimento, recusas.

Quantas coisas são ditas na quietude,
depois de uma discussão.
O perdão não vem, nem um beijo,
nem uma gargalhada
para acabar com o clima de tensão.

Só ele permanece imutável,
o silêncio, a ante-sala do fim.

É mil vezes preferível uma voz que diga coisas
que a gente não quer ouvir,
pois ao menos as palavras que são ditas
indicam uma tentativa de entendimento.

Cordas vocais em funcionamento
articulam argumentos,
expõem suas queixas, jogam limpo.
Já o silêncio arquiteta planos
que não são compartilhados.
Quando nada é dito, nada fica combinado.

Quantas vezes, numa discussão histérica,
ouvimos um dos dois gritar:
"Diz alguma coisa, mas não fica
aí parado me olhando!"

É o silêncio de um, mandando más notícias
para o desespero do outro.

É claro que há muitas situações
em que o silêncio é bem-vindo.
Para um cara que trabalha
com uma britadeira na rua,
o silêncio é um bálsamo.
Para a professora de uma creche,
o silêncio é um presente.
Para os seguranças de um show de rock,
o silêncio é um sonho.

Mesmo no amor,
quando a relação é sólida e madura,
o silêncio a dois não incomoda,
pois é o silêncio da paz.

O único silêncio que perturba,
é aquele que fala.

E fala alto.

É quando ninguém bate à nossa porta,
não há emails na caixa de entrada
não há recados na secretária eletrônica
e mesmo assim, você entende a mensagem.

Marta Medeiros

terça-feira, 15 de junho de 2010

Ana Maria Machado



MEU BLOG COMPLETA ESTE MÊS 1 ANO. PARA COMEMORAR, VOU PUBLICAR ARTIGOS SOBRE AS GRANDES ESCRITORAS DO NOSSO TEMPO:

Ana Maria Machado

Na vida da escritora, os números são sempre generosos. São 40 anos de carreira, mais de 100 livros publicados no Brasil e em mais de 18 países somando mais de dezoito milhões de exemplares vendidos. Os prêmios conquistados ao longo da carreira de escritora também são muitos, tantos que ela já perdeu a conta. Tudo impressiona na vida dessa carioca nascida em Santa Tereza, em pleno dia 24 de dezembro.
Afastada profissionalmente da pintura, Ana passou a trabalhar como professora em colégios e faculdades, escreveu artigos para revistas e traduziu textos. Já tinha começado a ditadura, e ela resistia participando de reuniões e manifestações. No final do ano de 1969, depois de ser presa e ter diversos amigos também detidos, Ana deixou o Brasil e partiu para o exílio. A situação política se mostrou insustentável.

Na bagagem para a Europa, levava cópias de algumas histórias infantis que estava escrevendo, a convite da revista Recreio. Lutando para sobreviver com seu filho Rodrigo ainda pequeno, trabalhou como jornalista na revista Elle em Paris e na BBC de Londres, além de se tornar professora na Sorbonne. Nesse período, ela consegue participar de um seleto grupo de estudantes cujo mestre era Roland Barthes, e termina sua tese de doutorado em Linguística e Semiologia sob a sua orientação. A tese resultou no livro "Recado do Nome", que trata da obra de Guimarães Rosa. Mesmo ocupada, Ana não parou de escrever as histórias infantis que vendia para a Editora Abril.

A volta ao Brasil veio no final de 1972, quando começou a trabalhar no Jornal do Brasil e na Rádio JB - ela foi chefe do setor de Radiojornalismo dessa rádio durante sete anos. Em 76, as histórias antes publicadas em revstas passaram a sair em livros. E Ana ganhou o prêmio João de Barro por ter escrito o livro "História Meio ao Contrário", em 1977. O sucesso foi imenso, gerando muitos livros e prêmios em seguida. Dois anos depois, ela abriu a Livraria Malasartes com a idéia de ser um espaço para as crianças poderem ler e encontrar bons livros.

Algumas sugestões:

...para gente grande

"Para Sempre" (2001)
"A Audácia dessa Mulher" (1999)
"O Mar Nunca Transborda" (1995)
"Aos Quatro Ventos" (1993)
"Canteiros de Saturno" (1991)
"Tropical Sol da Liberdade" (1988)
"Alice e Ulisses" (1983)
"Recado do Nome" (1976)

Boa leitura!!

quarta-feira, 9 de junho de 2010

Patricia Galvão, a Pagu.


MEU BLOG COMPLETA ESTE MÊS 1 ANO. PARA COMEMORAR, VOU PUBLICAR ARTIGOS SOBRE AS GRANDES ESCRITORAS DO NOSSO TEMPO:

"Sonhe. Tenha até pesadelos se necessário for. Mas sonhe." Patricia Galvão.

100 anos de Patricia Galvão, a Pagu.

No dia da comemoração do centenário de Pagu, 9 de junho, a imprensa de todo País dá destaque à musa do modernismo! Em Santos, no Jornal A Tribuna, PAGU é matéria principal da Capa. No Estadão, o Caderno de Cultura dá ampla divulgação. O Diário do Grande ABC também divulga os 100 anos de Patrícia Galvão.

Mas afinal, quem foi Patricia Galvão?
Jornalista, musa da 3ª. Geração do Modernismo Brasileiro, política militante, dissidente política, romancista, desenhista e poetisa, incentivadora da Cultura, mulher precursora, Patrícia Rehder Galvão, Pagu (1910 – 1962) é uma constelação de vozes e imagens. Ela foi precoce em tudo. Aos 12 anos, conheceu o diretor do primeiro filme neorrealista brasileiro, "Fome" (1931), Olympio Guilherme, com quem teve sua primeira experiencia sexual. Aos 19, começou um explosivo romance com o escritor Oswald de Andrade, levando-o a terminar seu casamento com a pintora Tarsila do Amaral. Aos 20 anos, militante, incendiou o bairro do Cambuci em protesto contra o governo provisório. E, aos 21, tornou-se a primeira mulher presa no Brasil por motivos políticos, substituindo num comício comunista um amigo estivador, morto em seus braços pela polícia.


Precoce? Corajosa? Lutadora? Ou uma mulher a frente do seu tempo? Talves precisemos de mais Pagu's no nosso tempo atual...aconselho as leituras sobre a homenageada do dia.



Um Peixe.

Um pedaço de trapo que fosse
Atirado numa estrada
Em que todos pisam
Um pouco de brisa
Uma gota de chuva
Uma lágrima
Um pedaço de livro
Uma letra ou um número
Um nada, pelo menos
Desesperadamente nada.

Patricia Galvão (1912-1962)


segunda-feira, 7 de junho de 2010

Perdas e Ganhos....


MEU BLOG COMPLETA ESTE MÊS 1 ANO. PARA COMEMORAR, VOU PUBLICAR ARTIGOS SOBRE AS GRANDES ESCRITORAS DO NOSSO TEMPO, PRÁ COMEÇAR:




Hoje venho falar um poquinho sobre uma escritora fenomenal: Lya Luft.
Ela aborda temas que não envelhecem e fazem parte da vida de todas nós, as mulheres. Lya é uma escritora que não tem receios em analisar seu passado, ela os encara e não se envergonha de suas fraquezas e desilusões.
No livro Perdas e Ganhos,Lya divaga, discute e versa, com ímpeto, compaixão, e muitas vezes bom humor, sobre velhice, amor, infância, educação, família, liberdade, homens e mulheres, gente de verdade... e conclui que o tempo passa mas as emoções humanas não mudam, revelando que é preciso reaprender o que é ser feliz.

Ela confirma que, tudo o que escreveu, nasceu do seu próprio amadurecimento, um trajeto de altos e baixos, pontos luminosos e zonas sombrias. Ela nos mostra uma gama de fatores sobre sua existencia, entendendo que a vida não tece apenas em teias de perdas, mas, nos proporciona, também, uma sucessão de valiosos ganhos.
Estamos sempre perdendo coisas, porém, ganhamos muitas outras, principalmente em experiência, que nos torna mulheres prontas para o amanhã, para a difícil tarefa que é envelhecer ou para momentos, os quais, nos ajudem a passar por todas as fases de nossa vida, com muito mais determinação e posicionamento, sem fugirmos da realidade que nos mostra os espelhos.

Lendo os textos de Lya Luft, pude ver que o horizonte não está tão longe assim. Que os piores momentos são sempre aqueles que mais crescemos e amadurecemos para a vida, e se dermos a outra face, teremos que estar preparados para sentir a mesma dor por duas vezes seguidas.

quarta-feira, 26 de maio de 2010

Traição pela internet.


Sexo virtual.
Andei pesquisando pela internet sobre o assunto e prá não fugir a regra, temos um milhão de artigos sobre o asunto, como não poderia deixar de ser alguns a favor, muuuuitos contra e várias explicações.

Alguns artigos dizem que:
"A sexualidade para o homem é muito visual. Ver imagens eróticas na Internet pode ser apenas uma forma do homem se erotizar para uma relação sexual real."

Haruo Okawara, médico e terapeuta sexual afirma: Não é traição “Um dos pré-requisitos para a ativação da fisiologia sexual é a estimulação erótica, tanto física como psíquica. Numa união, pode acontecer do desejo de uma das partes diminuir, não porque acabou o amor, mas por razões como, por exemplo, quando a esposa amamenta, e a prolactina – que estimula a produção do leite materno – faz com que ela perca a motivação erótica. O desejo pode também ser reduzido por problemas de saúde ou estresse de qualquer origem. Há ainda casos em que o indivíduo é dependente de fantasias eróticas não atendidas pelo parceiro".


O sexologista Dr. João Borzino afirma:


"Bom se o que vale é a intenção, então é uma traição. Praticar sexo virtual é se entregar às fantasias, trocar segredos e intimidades, assim como no sexo em si. A diferença é que as pessoas não se tocam, não têm contato físico. Não é o ato carnal em si que caracteriza a traição. É dedicar intimidade,
perder os pudores diante de outra pessoa. Você pode trair por carta, por e-mail… O lado íntimo você só entrega a um alguém. Isso é fidelidade.As pessoas usam muito a Internet para facilitar a traição, porque
virtualmente fica mais fácil, dá a impressão de proteção, afinal, você não precisa estar cara a cara com o outro, tirar a roupa para ele, não se expõe a doenças, não tem dificuldade de estar em outro lugar, de enganar.
Isso dá a sensação de não ter traído. Mas tudo isso é ilusão."



Penso que o mais importante em um momento como esse, é avaliar o casamento como um todo. Ver o que está bom, o que te frustra e o que pode melhorar. Conversar com o companheiro e chegar em um entendimento. Mas...eu fico com o Dr. João, é traição sim, afinal é uma troca de intimidades, mesmo que seja através da telinha.





E para você, sexo virtual é traição?

sábado, 22 de maio de 2010

Novo Template


Ave César!!!!!



Finalmente tirei 10 minutos prá mudar meu template, hehehehheheheheh



Apliquei as instruções do blog da Elaine, Um pouco de mim ela sabe o que diz, vale a pena conferir.



Obrigado Elaine pelas dicas.

Bom final de semana a todos que passam por aqui.

Abração.



quinta-feira, 20 de maio de 2010

Colhemos o que plantamos?


A filha de Billy Graham estava sendo entrevistada no Early Show e Jane Clayson perguntou a ela:

'Como é que Deus teria permitido algo horroroso assim que aconteceu no dia 11 de setembro?'

Anne Graham deu uma resposta profunda e sábia:

"Eu creio que Deus ficou profundamente triste com o que aconteceu, tanto quanto nós.
Por muitos anos temos dito para Deus não interferir em nossas escolhas, sair do nosso governo e sair de nossas vidas.

Sendo um cavalheiro como Deus é, eu creio que Ele calmamente nos deixou.
Como poderemos esperar que Deus nos dê a sua benção e a sua proteção se nós exigimos que Ele não se envolva mais conosco?"


À vista de tantos acontecimentos recentes; ataque dos terroristas, tiroteio nas escolas, o que você tem a dizer?

"Eu creio que tudo começou desde que Madeline Murray O'hare (que foi assassinada), se queixou de que era impróprio se fazer oração nas escolas americanas como se fazia tradicionalmente, e nós concordamos com a sua opinião.

Depois disso, alguém disse que seria melhor também não ler mais a Bíblia nas escolas...

A Bíblia que nos ensina que não devemos matar, roubar e devemos amar o nosso próximo como a nós mesmos. E nós concordamos com esse alguém.

Logo depois o Dr.Benjamin Spock disse que não deveríamos bater em nossos filhos quando eles se comportassem mal, porque suas personalidades em formação ficariam distorcidas e poderíamos prejudicar sua auto estima (o filho dele se suicidou) e nós dissemos:

'Um perito nesse assunto deve saber o que está falando'.

E então concordamos com ele.

Depois alguém disse que os professores e diretores das escolas não deveriam disciplinar nossos filhos quando se comportassem mal.

Então foi decidido que nenhum professor poderia disciplinar os alunos...(há diferença entre disciplinar e tocar).

Aí, alguém sugeriu que deveríamos deixar que nossas filhas fizessem aborto, se elas assim o quisessem.

E nós aceitamos sem ao menos questionar.

Então foi dito que deveríamos dar aos nossos filhos tantas camisinhas, quantas eles quisessem para que eles pudessem se divertir à vontade.

E nós dissemos: 'Está bem!'

Então alguém sugeriu que imprimíssemos revistas com fotografias de mulheres nuas, e disséssemos que isto é uma coisa sadia e uma apreciação natural do corpo feminino.

E nós dissemos:
'Está bem, isto é democracia, e eles tem o direito de ter liberdade de se expressar e fazer isso'.
Depois uma outra pessoa levou isso um passo mais adiante e publicou fotos de Crianças nuas e foi mais além ainda, colocando-as à disposição da internet.

Agora nós estamos nos perguntando porque nossos filhos não têm consciência e porque não sabem distinguir o bem e o mal, o certo e o errado;

Provavelmente, se nós analisarmos seriamente, iremos facilmente compreender:

-Nós colhemos só aquilo que semeamos!!!

quarta-feira, 19 de maio de 2010

Trote ou Golpe?


Relato Pessoal.


Terça feira (18/05), 19:50 hs, a Filha na escola, o Pai e a Mãe conversam sobre os acontecimentos do dia. Toca o celular do Pai, ele estende o aparelho para a Mãe e pergunta:

-Quem é? (Esta sem óculos...)
-Restrito, responde a Mãe ao mesmo tempo que atende.
-A cobrar, é a Filha (só ela liga no celular do Pai a cobrar...)

Taram tararam tararam...
-Alô?
E numa voz chorosa a filha responde (suplica?)
-"Mãe, me ajudaaaaaaa...."

A Mãe de um salto já vai logo perguntando?
-Que foi (..)Filha?
-"Eu to sendo assaltadaaaa"

-A (...) Filha esta sendo assaltada!!!! A Mãe dispara em direção ao Pai que se levanta de onde estava e vem em direção a Mãe para pegar o celular, diante do nervoso em que se encontra, mas a Mãe não entrega e logo em seguida ouve a voz do outro lado:
-Boa noite senhora, meu nome é (...)Sequestrador, e esse é um sequestro relâmpago, porém pegamos sua filha por engano, preciso que a senhora se afaste de todos que vou passar as instruções para fazer a troca.

A Mãe, em prantos e quase enlouquecida pelo que acabou de ouvir, se põe a falar desesperadamente para que soltem a filha, o que ele queria, se podia falar com a filha novamente....O Sequestrador manda que ela se acalme e completa:
-Senhora, se a senhora não se acalmar, vou matar sua filha.E sumir com o corpo, nunca mais a senhora vai ver ela.
-Não!, grita a mãe. Eu estou calma. O que tenho que fazer?
-Onde a senhora esta?
-Em casa, responde a Mãe.
-Quem mais esta com a senhora? Pergunta o Sequestrador.
- Ninguém, responde a Mãe, ocultando a presença do Pai.
-Senhora, pegue o carro e saia de casa sem desligar o telefone que vou dizer onde faremos a troca, informa o Sequestrador.
-Mas, eu não tenho carro!! Desabafa a Mãe, e continua...posso falar com minha filha agora pelo amor de Deus moço??
- Senhora, venha ao nosso encontro, quando a senhora chegar aqui, poderá falar com sua filha.

A Mãe olha para o Pai, pega um papel e escreve:"Liga na escola da Filha", enquanto o Pai dispara para o telefone do quarto e fala com a escola da Filha, a Mãe informa ao Sequestrador que vai trocar de roupa e sair ao encontro dele. O Sequestrador informa ainda que a Mãe não deve em hipótese alguma desligar ou parar de falar com ele, caso desconfie que tem mais alguém com ela vai matar a filha, que isso, que aquilo.....

Durante todo o tempo de conversação, até onde a Mãe se lembra, a filha chorava desesperadamente ao lado do Sequestrador, pois ela podia ouvir os lamentos da pobre criança.

-Não vou desligar não, mas como você vai me reconhecer? Pergunta a Mãe.
-A senhora esta sendo monitorada, apenas saia de casa e venha ao nosso encontro, responde o Sequestrador.


Nesse ponto a Mãe pede para falar com a Filha novamente e o Sequestrador responde:
-Quando a senhora chegar aqui, eu mando buscar sua filha e a senhora fala com ela.

Ao mesmo tempo o Pai volta do quarto e afirma:
-Eu falei com a Filha, ela esta em sala de aula.


A Mãe, desliga o celular.

O celular ainda toca mais duas vezes, porém a Mãe e o Pai apenas ficam parados olhando para o aparelho.

Trote?
Que tipo de pessoas existem nos dias de hoje que se satisfazem com o pavor de outras pessoas desta forma?

Golpe?
É mais fácil infernizar uma familia inteira e tentar tirar um bem material das pessoas do que trabalhar honestamente e comprá-lo?

Este é um relato pessoal.

O periodo de tortura psicológica do Sequestrador com os Pais durou cerca de 25 minutos, durante todo o tempo a Mãe entrava em desespero e o Sequestrador voltava a ameaçar de morte a Filha. Existem pontos a ponderar, mas o terror permanece, e as vezes parece que vai demorar prá ir embora.

quinta-feira, 13 de maio de 2010

Ganhei da Na


Heheheheheheh, adoro selinhos...acho lindo quando chego em um blog e tem um selinho lá...mas só posto aqui os indicados e ganhos...prefiro ser lembrada, hahahahahha


A Natalia é uma menina linda que tem um blog (Pensamentos da Na) muito reflexivo, gosto de passear por lá, vale a pena conferir.


Obrigado minha amiga...bjão
Indico a Rebeca e o Jota Cê do blog Néctar da Flor
Franci do blog Menina de Òculos

quarta-feira, 12 de maio de 2010

O que é mágico para você?



Essa é a brincadeira que vem do blog da Taia

O que é mágico para você?


Mágico prá mim é todo ato de criação. Se for pensar pelo lado do divino....a natureza e todo o resto, mas não vamos querer concorrer com Deus em sua criação né...o máximo que chegamos perto é quando colocamos no Mundo um filho...mesmo assim é obra divina, rsssss



O ato da criação. Quando a gente CRIA alguma coisa especial, algo que realmente nos deixa orgulhosos. Uma poesia, uma receita, um estilo, uma música, uma receita, um quadro, um lugar, uma coisa sua, que você criou...pensou naquilo e cuidou para que fosse tão belo e...mágico.


Não é lá muito fácil de se "criar" alguma coisa hoje em dia...parece que todo mundo já inventou tudo que tinha pra inventar né...mas, cada ser humano é diferente, vê as coisas de uma forma diferente com cores diferentes e tem meios diferentes de interpretar o que vê.


Tem tantas coisas mágicas por ai, tanto encanto, tanta beleza...basta que você olhe para tudo com os olhos do coração que é o mistério da grande mágica de Deus: o amor!!













E a brincadeira continua:

O que é mágico para você?

Como regra indique o blog onde pegou o selinho, acompanhado da resposta à pergunta.

Repasse a dez leitores.


*Rebeca e Jota Cê do blog Néctar da Flor

*Nathália do Blog Pensamentos da Ná
*Lili do blog Lili Mosaicos

*Franci do blog Menina de Óculos

*Alice do blog Alice disse por ai


_____________Esses são os meus indicados...fico devendo 5....



segunda-feira, 10 de maio de 2010

Para minhas filhas....


Eu tinha um sonho: ter uma filha!!
Deus me concedeu 4.

Na foto da esquerda para a direita: Ana Gabriela, Juliana, Tais, Solange, eu e as netas Ana Cláudia e Tamires.

Solange chegou toda amassada...pobrezinha, não tinha espaço suficiente pro meu pequeno leãozinho, que foi crescendo (e muito) e se transformando na Rainha da floresta...mas leão também tem coração e o dela é do tamanho do Mundo.

Ana Gabriela, parecia um sorvetinho de chocolate, meiga, toda delicada...quieta, cheia de pequenas manias e considerações...mas geniosaaaaaa...!!

Taís Caroline...eh negão...preta linda, alegre, risonha, quando começou a andar já caiu no samba...quando resolveu mudar...mudou, e acabou o assunto.

Juliana...meu docinho, minha flor, lembra a irmã numero dois, mas tem sua personalidade própria, sabe se impor, é atenciosa e cheia de vida...

Meu sonho realizado: quatro filhas Deus me deu e com elas eu tenho mais, muito mais alegrias, as lágrimas são de saudade pela distância, de felicidade por tudo que me dão, pelos momentos maravilhosos que sempre passamos juntas...os maus momentos a gente guarda, esquece...afinal, nem foram tantos assim e já passaram.

Minhas filhas, guerreiras, lindas, elas me ensinaram tanto, elas que foram minhas companheiras nas piores e nas melhores horas dos meus dias...

Eu tive outro sonho: netos e netas.....e eles estão chegando!!!

Ana Claudia, Enzo, Nicholas, bebê da Gaby, Alysson, Tamires.....

A vida da gente é feita de lembranças, e graças a Deus as minhas são sempre as melhores!!

Minha homenagem hoje é as minhas filhas, 3 delas já são mães.
Obrigado meninas...por tudo de bom que vocês trouxeram nesta vida prá mim!!!


"OBRIGADO MEU DEUS PELAS GRAÇAS ALCANÇADAS E POR SUA IMENSA BONDADE COM ESTA TUA FILHA!!"

Mensagem do Dia das Mães para minhas 4 filhas lindasssssssss

terça-feira, 4 de maio de 2010

Inspirando na Taia




Gente...lendo o último post da Taia do blog Zâmbia Meu Lar sobre a vida dela ser uma piada, lembrei de um acontecimento engraçado que me aconteceu ano passado.


Sou moderadora da comunidade do orkut Mulheres Inteligentes ponto Com, e decidi promover um encontro entre aquelas mulheres da região de São Paulo que estivessem a fim de ver a cara uma da outra. Após meses de tópicos, conversas, trocas de locais de encontro, entra uma sai outra e coisa e tal...nos reunimos em um domingo chuvoso lá no Mercadão Municipal em Sampa. De um lado vieram Roseli e a familia, trazendo na bagagem a Maria que era da mesma cidade, de São Paulo chegaram Nair e familia e minha amiga querida Carmen, daqui do litoral subiu eu e o maridão sempre de prontidão e a Ana Rita que chegaria mais tarde.


Nos encontramos todas la no Mezanino, abraços, fotos, sanduiches de mortadela gigante, foto na arvore de Natal com motivos alimentícios...e resolvemos parar no Clube do Choro e passar um tempo por ali mesmo. Os homens em uma mesa (guardando suas preciosidades) e as mulheres em outra, trocando informações, mimos e alegria. Mas...a nossa querida Ana Rita ainda não tinha chegado. Lembrando que só nos conhecíamos pelas fotos do orkut. Bom, fomos dar uma volta no Mercado procurando a Ana...liguei na minha casa atras do numero do celular dela (minha filha é amiga da filha dela e tal e coisa), nada. Bom...descontraímos, dançamos um sambinha, comemos e bebemos e lá pelas tantas...a gente olha na entrada do Clube e vê uma distinta senhora, belíssima negra ( a Ana é negra!!) dançando, muito na dela...e a Maria pula da cadeira: é a Ana Rita!


Eu fui logo descartando a idéia, meio na dúvida...a Ana tem minha idade...esta parece mais nova (não que sejamos velhas peloamordedeus)...mas, Maria levantou e foi lá prontamente perguntar a distinta se ela era a Ana Rita.









Pagamos um mico imenso, mas foi motivo de meses de muita risada...a distinta era a Margareth Menezes...e ninguém se atreveu a pedir um autógrafo pra moça!!!

segunda-feira, 3 de maio de 2010

Listando quem a gente é.


O convite veio do blog Nectar da Flor, da Rebeca e do Jotacê, um casal especial!

Então, bora listar quem a gente é....Marta Medeiros disse:

"Você não está fazendo nada agora? Eu idem. Vamos listar quem a gente é: você daí e eu daqui. Eu sou outono, disparado. E ligeiramente primavera. Estações transitórias. Sou Woody Allen. Sou Lenny Kravitz. Sou Marília Gabriela. Sou Nelson Motta. Sou Nick Hornby. Sou Ivan Lessa. Sou Saramago. Sou pães, queijos e vinhos, os três alimentos que eu levaria para uma ilha deserta, mas não ilha deserta: sou metrópole. Sou bala azedinha. Sou coca-cola. Sou salada caprese. Sou camarão à baiana. Sou filé com fritas. Sou morango com sorvete de creme. Sou linguado com molho de limão. Sou cachorro-quente só com mostarda e queijo ralado. Do churrasco, sou o pão com alho. Sou livros. Discos. Dicionários. Sou guias de viagem. Revistas. Sou mapas. Sou internet. Já fui muito tevê, hoje só um pouco de GNT. Rádio. Rock. Lounge. Cinema. Cinema. Cinema. Teatro. Sou azul. Sou colorada. Sou cabelo liso. Sou jeans. Sou balaio de saldos. Sou ventilador de teto. Sou avião. Sou jeep. Sou bicicleta. Sou à pé. Você está fazendo sua lista? Tô esperando. Sou tapetes e panos. Sou abajur. Sou banho tinindo. Hidrantes. Não sou musculação, mas finjo que sou três vezes por semana. Sou mar. Não sou areia. Sou Londres. Rio. Porto Alegre. Sou mais cama que mesa, mais dia que noite, mais flor que fruta, mais salgado que doce, mais música que silêncio, mais pizza que banquete, mais champanhe que caipirinha. Sou esmalte fraquinho. Sou cara lavada. Sou Gisele. Sou delírio. Sou eu mesma. Agora é sua vez."


Eu te digo que sou:


""Eu sou árvore frondosa, sou sombra e sou luz, sou aprendiz. Sou maré baixa, correnteza de rio, sou campo, sou vasta. Sou folha que cai, sou primavera, sou broto que briga, sou povo que sofre, sou criança que esquece. Sou linhas, linhas da vida, da vida de alguém, sou idade: 20, 30, ou 100. Secular, sou animal, asas de pássaros, olhos de gato, boca de leão. Sou trovão, e mais tarde sou silencio. Emudeço, estranho, estremeço. Sou clássica, Beethoven, imortal sou Tarsila do Amaral. Sou Leminski, Adélia Prado, Cora...a Coralina. Sou menina. Inocência.Nunca fui prima. Sou dura como a rocha, sou estrada, poeira, botina, calça larga.Sou rasteira, salto alto, sou batom. Sou amiga, amante, e rival. Sou as primeiras horas do dia...sou estrela que guia, sou caminho seguro, sou lagrima guardada, soluço escondido, sou quadro nas paredes, retratos, lembranças, sou saudade, sou mãe. Sou livro na estante, sou alto falante, sou família, pão caseiro, pipoca com guaraná, piquenique, nunca fui tia, sou avó. Já fui mais 100 km por hora, hoje sou 60, não sou scargot, nem importada, sou nacional, sou feira de domingo, praia no verão, sou milho verde, sorvete e quentão. Sou mulher sempre em questão. ""

quarta-feira, 28 de abril de 2010

Nós, as mulheres....


“No principio havia só um sexo; dizem os gregos que era o sexo masculino. Dotado de faculdades magníficas, era uma criatura admirável em que se reviam os deuses; os dons eram tão grandes que aconteceu aos deuses o mesmo que por vezes acontece aos poetas que gastaram todas as forças nas criações de uma obra: tiveram inveja do homem. O pior é que tiveram receio dele; temeram que ele não estivesse disposto a aceitar de bom grado o jugo divino; tiveram medo, embora sem razão para isso, que o homem chegasse a abalar o céu. Haviam feito surgir uma força nova que lhes parecia ser indomável. A inquietação e a perplexidade dominavam então no concílio dos deuses. Mostraram-se primeiro de uma generosidade pródiga ao criarem o homem; mas agora tinham de recorrer aos meios mais violentos para legítima defesa. Os deuses pensavam que o seu poderio estava em perigo, e que não podiam voltar atrás, como um poeta que renegue sua obra. O homem já não poderia ser dominado pela força, porque se o pudesse ser, os deuses teriam facilmente resolvido o problema; e era isso precisamente o que lhes causava desespero. Era preciso cativá-lo pela fraqueza, por um poder mais fraco e mais forte do que ele, capaz de subjugá-lo. Que poder espantoso e que poder contraditório não havia de ser! A necessidade também ensina os deuses a transcenderem os limites do engenho. Pensaram, meditaram, encontraram. A nova potência foi a mulher, maravilha da criação, que aos próprios olhos dos deuses era superior ao homem; e os deuses, ingênuos e contentes, mutuamente se felicitaram pela nova invenção. Que mais poderei eu dizer em louvor da mulher? A mulher foi tida capaz de fazer o que parecia impossível aos deuses; além disso, a verdade é que desempenhou admiravelmente o seu papel; que maravilha não deve ser a mulher para conseguir tais fins! Tal foi a astúcia dos deuses. A encantadora foi dotada de uma natureza enganadora; mal encantou o homem, logo se transformou, envolvendo-o entre todas as dificuldades do mundo finito; era isso mesmo o que os deuses queriam. Que seria possível imaginar de mais fino, de mais atraente, de mais arrebatador, do que este subterfúgio dos deuses que querem salvaguardar um império, do que este processo para seduzir o homem? Tal é a realidade; a mulher é a sedução mais poderosa do céu e da terra. Comparado a ela, homem é um ente muito imperfeito.”


Søren Kierkegaard (1813-1855).


...e no fim...a culpa é nossa sempre, rssssssss


Trecho anexo da matéria abaixo:

segunda-feira, 19 de abril de 2010

Depois de algum tempo, a gente aprende que ....


Depois de algum tempo, você aprende a diferença, a sutil diferença, entre dar a mão e acorrentar uma alma. E você aprende que amar não significa apoiar-se, e que companhia nem sempre significa segurança. E começa a aprender que beijos não são contratos e presentes não são promessas. E começa a aceitar suas derrotas com a cabeça erguida e olhos adiante, com a graça de um adulto e não com a tristeza de uma criança.

...este é o começo de um texto bastante reflectivo de Willian Shakespeare sobre a fase adulta. Passei o fim de semana todo pensando em algumas partes deste texto...tudo começou com a palavra LIBERDADE me martelando aki e ali.

Quando somos realmente livres?
Livres de tudo, de (pre)conceitos, de idéias (pre)concebidas, de limites (pre)estabelecidos...livres de corpo e alma?

Dificil não é? Eu estava cá com meus botões imaginando como seria essa tal liberdade...poderíamos realmente falar e fazer aquilo que nos vem a mente, sem medo?

Colocamos muito de nós em nossos blogs, em nosso perfil em páginas de relacionamentos na internet, mas no nosso dia a dia...somos realmente livres para sermos o que queremos ser?

Aprende que maturidade tem mais a ver com os tipos de experiência que se teve e o que você aprendeu com elas do que com quantos aniversários você celebrou. Aprende que há mais dos seus pais em você do que você supunha. Aprende que nunca se deve dizer a uma criança que sonhos são bobagens, poucas coisas são tão humilhantes e seria uma tragédia se ela acreditasse nisso.

Maturidade.
Essa é a fase a qual estivemos esperando a vida toda...porque quando se é adulto, se é livre...a gente pode ser o que quiser, fazer o que quiser, falar qualquer coisa, discutir sobre todos os assuntos...tá...discutir quer dizer ter uma opinião (livre) sobre tal assunto. Fazer o que quiser quer dizer ter responsabilidade com as tuas atitudes e ser livre...uai...meio complicadinho isso.

Claro que temos muito mais liberdade hoje que há alguns anos atrás...mesmo assim...você é livre?




BOA SEMANA A TODOS.
BEIJÃO!!!


terça-feira, 13 de abril de 2010

Dia Mundial do Beijo - 13 de abril


Comemoramos hoje o Dia Mundial do Beijo, andei pesquisando a origem da data, ninguém sabe ao certo. Sabe-se apenas que o Dia Internacional do Beijo, 13 de abril, foi criado em 1982 como uma brincadeira escolar, e a notícia espalhou-se pelo planeta.
Bem, o caso é que a resposta não importa mesmo. Afinal de contas, assim como um beijo roubado é mais instigante do que um previamente autorizado, os pretextos para que uma data tão interessante como esta seja celebrada pouco importam. E o fato é que falar sobre beijos, embora não seja tão gostoso quanto o ato em si, é ingressar em um universo de curiosidades capazes de fazer a gente perder uma tarde inteira navegando por aí.

Beijo levado a sério
Beijar é uma arte. Você sabia que existem 484 formas de beijar? É o que afirma Pedro Paulo Carneiro, autor do “Dossiê do Beijo”, editado pela Catedral das Letras. Um dos maiores estudiosos do assunto, e também jornalista, escritor, diretor de cinema e TV, Pedro conta, no livro, como essa curiosidade o assolou por anos e anos a ponto de virar pesquisa e trabalho sério.
O autor, junto com o psicólogo inglês Marc Thompson, chegou a entrevistar mais de 16 mil pessoas pelo mundo sobre as sensações, curiosidades e histórias do beijo. Seu livro soma 13 anos de intensa busca de informações sobre esse ato tão gostoso e praticado. “Minha pesquisa sobre a arte de beijar começou com simples observações das pessoas se beijando. O que me chamou a atenção, inicialmente, foram as diferentes formas de expressar o beijo. Descobri que se pode claramente identificar a nacionalidade de uma pessoa pela forma com a qual ela beija.”


Bem, o que importa mesmo é beijar muuuuuuuuuuuuuito a quem se ama. O beijo fraterno também é revigorante, beijo amigo, beijo materno, beijo de irmão e assim por diante.

FELIZ DIA MUNDIAL DO BEIJO PRA VOCÊS!!
Foto: Meu amorzão e eu, heheheheheheh

terça-feira, 6 de abril de 2010

Felicidade!!!!



Noooooooooooosssa, quase um mês sem passar por aqui...ah minha gente, março foi o mês do cachorro louco pra mim...sem contar a dengue que me derrubou uns 10 dias...fiquei mais 10 "babando" o meu neto liiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiindo que nasceu dia 21. Olha ele ai do lado no colo da minha neta lindona, apresento-lhes Ana Cláudia e seu primo Enzo.

Felicidade. Esse deveria ser o nome do pequeno...ele é uma perfeição. Alias, todo bebezinho é. Eles encantam qualquer um com seu bocejo, seu soninho, seu jeitinho...Deus sabe o que faz com a gente mesmo.

Mas, vamos recomeçar...tenho tantas coisas pra postar, e não vou fazer do blog um diário pois não é esse o propósito...é que tem umas coisas que a gente gosta de compartilhar.

Falando sobre felicidade e alegria:

Quem tem alegria em viver encontra o que procura e conquista o que deseja, porque vê possibilidades em tudo. Pode até demorar um pouquinho, e talvez a gente enfrente algumas dificuldades, mas o sucesso surge para quem aposta no lado feliz da vida.

Há sempre tanto para comemorar!!!.

As pequenas coisas é que são realmente as mais importantes...pense bem...sem demagogia, é que a simplicidade me cativa.

Se dinheiro chama dinheiro, alegria chama alegria.

Excelente e feliz mês de abril pra todos!!

sexta-feira, 12 de março de 2010

A dengue!!!


Gente...minha semana internacional da mulher foi fenomenal!!!

No último sábado acordei toda quebrada, dores terríveis pelo corpo todo que só fizeram aumentar no decorrer da semana.

Passei o domingo no Pronto Socorro, no soro, e mais tarde ao pegar o resultado do exame lá estava eu com a "marvada" da dengue.

Dores pelo corpo, na cabeça, no fundo dos olhos, febre, grosseirão pelo corpo, coceira, enjoos, ânsias, insônia, inchaço nas mãos, formigamento, dores nas articulações, dores nas juntas...ai meu Pai...que semana...cada dia foi uma luta, que hoje, graças a Deus, estou saindo dela vitoriosa, o que não tem ocorrido com muitas pessoas por aqui, muitas crianças tem morrido em virtude do virus da dengue. Triste.

Hoje em dia ainda se tem os mesmos problemas de antigamente. Ainda não sabemos o que fazer com nosso lixo, nem como guardar nossos entulhos, ainda não aprendemos a cobrir nossas caixas d'água, nem limparmos nossas calhas, nem guardarmos garrafas e outros bagulhos em lugar fechado e longe de empoçamentos pela água da chuva.

Ainda não conseguimos manter nosso meio ambiente habitável.

E nem sofrendo na pele parece que aprendemos, porque tem morrido tanta gente por ai por causa de descuidos nosso.


Bom, eu me incluí nessa, afinal somos todos responsáveis direta ou indiretamente por tudo que ocorre por ai, porque de uma forma ou de outra...a culpa é mesmo nossa.


Uma boa forma de mudar isso seria começarmos a olhar ao redor e tentar fazer aquilo que é certo - se importar!


As mudanças virão com o tempo com certeza.


Saúde a todos, o resto a gente corre atras!

quarta-feira, 3 de março de 2010

Jogando conversa fora!


Terceiro mês do ano e lá vamos nós!!

Este mês estou aqui atolada em novidades escolares da filha número quatro que se tornou única em casa, já que as irmãs (numeros um, dois e três) se foram...alçaram seus vôos, sairam em busca de seus sonhos...


Voltando a minha Ju...ela acaba de completar seus 16 aninhos, tá lá toda feliz com essa "nova" idade, cheia de sonhos, de ânseios, de desejos, de idéias e ideais...êh idade maravilhosa...temos a vida toda pela frente, temos tanta esperança...


Mas a esperança segue com a gente vida afora, ou vida em frente...é a ultima que morre mesmo...e as vezes quando pensamos que ela (a esperança) morreu, eis que ressurge das cinzas, do "túmulo", como uma Fênix....isso é bom...ter esperança, infinitamente, acreditar, crer que no fim tudo vai dar certo.


Este mês também temos o Dia Internacional da Mulher...dia 08...tantas homenagens, tantos projetos voltados a mulher, tantas flores, cartões, convenções, emoções....sei lá gente...esse dia tinha que ser dividido em 365 outros dias, tinha que se pensar na mulher todos os dias, em melhores salários, melhor educação, melhor espaço de trabalho, melhorias na carreira, melhores creches e escolas para nossos filhos...mais respeito, mais dignidade...


Conseguimos tantas coisas desde cem anos atras quando Clara Zetkin, socialista alemã, propôs durante uma conferência a criação de um dia dedicado a mulher, conseguimos muito mais do que Clara supôs ou sonhou naquela época e mesmo assim ainda somos negligênciadas. Ainda vivemos em um Mundo machista e preconceituoso.


Porém, nada é demais para festejar um centenário e se essa data é dedicada a nós mulheres...que venham as festas e celebrações...quem sabe nos próximos cem anos alcancemos o topo naquilo que nos é devido.


Afinal...a esperança é a última que morre né.

segunda-feira, 22 de fevereiro de 2010

Apaixone-se!!!




Você ja parou pra pensar o que acontece quando nos apaixonamos?
Tudo se transforma. E não estou falando só de paixão pelo outro, falo de paixão pelo trabalho, por um sonho, por um ideal... Quando nos apaixonamos, tudo tem outra cor, outro cheiro, outro gosto...ficamos iluminadas, saudáveis, com muito mais disposição para viver nosso dia a dia.

Temos uma melhor percepção das coisas ao nosso redor, compreendemos e aceitamos as fraquezas daqueles que nos rodeiam - e as nossas também! Quando nos apaixonamos, irradiamos encanto, felicidade, amor, esperança e alegria!

E tem coisa melhor que fazer o que a gente gosta com paixão? É muito mais fácil você criar, executar, desenvolver, elaborar algo no seu trabalho, na sua casa, quando você gosta do que faz ou quando faz com paixão, com vontade de ver o resultado positivo.

Eu sou uma pessoa extremamente apaixonada por tudo que faço, e gosto de fazer sempre bem feito, seja o que for, pois o bom resultado de qualquer empreendimento é o meu maior prêmio.

Apaixonar-se todos os dias pela sua vida, pode ser o começo de grandes mudanças!!

Pense nisso.

sexta-feira, 12 de fevereiro de 2010

Sorteio do blog da Aninha



A Ana Azevedo do blog Amo Viver, esta voltando com tudo e fazendo seu primeiro sorteio!!!

É uma das agendas da Puka acima...é só clicar no título ai em cima e participar.

Vai lá.

terça-feira, 9 de fevereiro de 2010

Fazer O Bem Sem Olhar a Quem?


Uma outra lenda nos diz: um leão, cansado de caçar, dormiu à sombra de uma árvore. Alguns ratinhos começaram a caminhar sobre ele e o acordaram. O susto foi grande. Todos os ratinhos conseguiram fugir, menos um, que o leão prendeu embaixo da pata.

Tanto o rato implorou que o leão desistiu de esmagá-lo e o deixou ir embora. Dias depois, o leão ficou preso na rede de um caçador. Não conseguia se soltar e fazia a floresta toda tremer com urros de raiva. Nesse momento, apareceu aquele ratinho. Com dentes afiados, o pequeno animal roeu as cordas e soltou a fera. Moral: uma boa ação gera outra boa ação.

A Karlinha, editora da Revista AnaMaria diz:
"Isso nos mostra que o bem que fazemos também nos faz bem, porque gratifica a alma e nos enche de alegria. Então, pratique-o! E, cedo ou tarde, os benefícios desse gesto chegarão até você…Porque o bem que você faz a alguém sempre gera um bem ainda maior."

Estamos realmente procupados com nosso próximo? Até que ponto você faz o bem sem olhar a quem?
Você faz destes ensinamentos pauta da educação de seus filhos? Será que hoje em dia ainda mostramos aos mais pequenos que estender a mão ao próximo é um bem maior que qualquer outro e que essa atitude nos faz melhores diante do Criador?

Quem me acompanha ja sabe que tenho 4 filhas, adultas...e posso dizer que fiz desse ensinamento o mais importante de todos. Teve uma época que a filha numero 2 fazia doações de todo e qualquer produto que tivesse duplo em casa, ela distribuia desde arroz e feijão até sabonetes...bastava tocar a campanhia e pedir. Foi um boa época, no fim eu vi que tinha ensinado pra elas o que devia e as outras também aprenderam. Hoje tem suas casas e suas vidas, mas volta e meia escuto conversas sobre "caridade". Isso quer dizer que levam consigo o que aprenderam.

Caridade é uma palavra tão simples quanto as outras, mas, se for traduzida em ação, será sempre uma luz no caminho. (Emannuel)

Caridade não quer dizer só dar esmolas, oferecer um prato de comida a quem tem fome, é mais, é doar-se de coração ao ato de auxiliar o próximo.